FIBRA DE VIDRO - MÁRMORE SINTÉTICO - PRESENCIAL 100% PRÁTICO
MARMORE SINTÉTICO -QUALIFICAÇÃO E RECICLAGEM DE MÃO DE OBRA - COMO MONTAR SUA EMPRESA
TUDO QUE VOCÊ PRECISA
CONTATOS
INTRODUÇÃO - PRFV
O que pode fazer em fibra de vidro
GRADE DO CURSO - PRFV e M.S
MARMORE SINTÉTICO
FIBRA DE VIDRO - MODELAGEM
VALOR DO CURSO
LOJA FIBRA DE VIDRO - DVDS
COMPRAR DVD - AULA
FIBRA DE VIDRO FOTOS
massa plástica
Aceleradores
CATALIZADORES
Materiais Auxiliares
POLIURETANO
RESINAS
Gel coat
Roving
Manta
Tecido
resina epoxi
DICAS
ECOGLASS
Gel coat



 

      Gel coats são resinas contendo pigmentos, cargas e agentes tixotrópicos. Suas funções são: proteger o laminado contra a ação das intempéries, conferir acabamento colorido, liso e brilhante à superfície da peça e servir de base para aplicação de pinturas. Podem  ser isoftálicos ou ortoftálicos.       Para caixas d'água, o ideal é o gel Azul Piscina NPG, pois suas propriedades físico químicas não deixam gosto nem cheiro na água potável.


APLICAÇÃO DO GELCOAT

GUIA PARA APLICAÇÃO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS


O segredo da produção de peças com qualidade,durabilidade e beleza de detalhes,sem dúvida alguma,é a aplicação correta do gel coat.
O treinamento do operador,a eficiência da aplicação,a manutenção do equipamento, a pistola adequada para Spray-Up, o conhecimento do leque de acordo com o tipo e tamanho da peça, o conhecimento e as opções de troca de bicos,o controle da umidade relativa do ar,a adequação da aplicação conforme as variações de temperatura ambiente,temperatura do molde e do gel coat líquido, o tipo de iniciador de polimerização (catalisador)utilizado, o conhecimento das variações do processo de aplicação, a purga da umidade nas linhas de ar comprimido e o conhecimento das matérias-primas e aditivos envolvidos na fabricação do gel coat,fazem do profissional pela área de aplicação do gel coat, um especialista na construção de peças em plástico reforçado com fibras de vidro.
Com certeza,este profissional saberá que o Retrabalho de peças gelcoteadas aumentará bastante o custo do produto final.

Enrugamento

Causa Provável
- Gel coat insuficientemente curado;
- Laminação antes do ponto de toque;
- Aplicação da Segunda camada de gel coat antes da primeira curar
completamente;
- Camada de gel coat muito fina (menor de 0,3 mm);
- Excesso de diluição com solvente;
- Não houve evaporação dos solventes dos desmoldantes.

Correção

- Gel time muito longo.Não diluir com acetonas/solventes ou excesso
de estireno;
- Manter a camada úmida e uniforme;
- Aplicar camada de gel mais espessa;
- Esperar a evaporação completa dos solventes do desmoldante;
- Não diluir o gel antes da aplicação.

Falta de brilho (após alguns minutos ou horas que a peça foi desmoldada)

Causa Prováve
l
- Cura insuficiente do gel coat ou laminado com cura inadequada.

Correção
- Quantidade de catalisador excessivo ou insuficiente no gel coat ou na
laminação;
- Esperar mais tempo antes de desmoldar;
- Checar a temperatura ambiente (mínima 15 ºC);
- Checar contaminação nas linhas (água,óleo ou solvente).

Falta de brilho (no ato da desmoldagem da peça)

Causa Provável

- O molde está sem brilho/rugoso;
- A peça foi desmoldada antes da hora;
- Excesso de estireno (poliestireno);
- Sujeira na superfície do molde;
- Excesso de solvente ou água nas linhas;
- Desmoldante P.V.A úmido.

Correção

- Esperar o gel coat curar bem antes de desmoldar;
- Não usar estireno no gel coat;
- Limpe bem o molde antes de gelcoatear;
- Retirar o excesso de cera;
- Drenar as linhas de ar;
- Esperar o P.V.A secar bem;
- Cuidado com falta ou excesso de catalisador.

Falta de brilho em partes da superfície (manchas opacas aleatórias)


Causa Provável
- Gel coat aplicado desigual /espessuras diferente/aplicação ruim;
- Catalisador não homogeneizado adequadamente no gel coat ou na
laminação;
- Contaminações com água ou solvente.

Correção
- Mixar o catalisador melhor;
- Ajustar o equipamento de “Spray-up ”;
- Leque da pistola está com defeito;
- Checar a bomba e/ou ar de atomização;
- Pistola muito perto do molde;
- Checar águas/óleo/solventes contaminantes.

Bolhas (Blisters que aparecem após a desmoldagem e colocação das peças no sol)


Causa Provável

- Subcura e/ou catalisador que não reagiu adequadamente tanto no gel
coat como no laminado;
- Contaminação com águas/óleo/solventes;
- Presença de ar,óleo,solvente;
- Catalisador,promotor,água,entre o gel coat e o laminado.

Correção

- Drenar as linhas de ar comprimido;
- Limpar as mangueiras de aplicação do gel coat;
- Limpar o revólver;
- Checar a porcentagem de catalisador;
- Checar a dispersão/pressão/tipo de catalisador (teor de água
oxigenada/água livre/oxigênio ativo);
- Checar aceleradores e promotores de cura utilizados.

Bolhas (Blisters que aparecem após contato prolongado com a água)

Causa Provável

- Excesso ou falta de catalisadores;
- Contaminações por solventes/água/óleos;
- Construção não adequada para o laminado;
- Uso de resinas inadequadas tanto no gel coat quanto no laminado;
- Geração de soluto e “Pressão Osmótica ”na película de gel coat por
contaminantes e/ou formulações inadequadas;
- Diferenças de “Gradientes Hidrolíticos ”entre as resinas do gel coat
da laminação.

Correção
- Checar a quantidade do catalisador;
- Checar porcentagens de aceleradores/promotores/catalisadores;
- Usar espessura de gel coat entre 0,6 e 0,8 mm.Em piscinas u:35 a 40
mils de espessura;
- Usar gel coat Isoftálico com N.P.G.,com baixa pigmentação e isento
de cargas minerais;
?Usar “Back-up ”com resina “Ester –Vinilica –12 mils –logo atrás do gel
coat;
- Laminar a primeira camada com resina Ortoftálica;

Casca de Laranja

Causa Provável

- Viscosidade alta;
- Pressão.
Correção
- Ajustar a viscosidade do gel coat;
- Ajustar corretamente a pressão de aplicação.

Rachaduras (partindo de um ponto central ou em círculos/radical para fora da peça)

Causa Provável
- Impacto no lado do laminado;
- Filme de gel coat muito espesso;
- Marcas de pancadas no molde reproduzidas na peça.

Correção
- Checar manuseio e procedimento para desmoldagem de peças em
PRFV;
- Atenção – pessoas martelando as peças para efetuar a desmoldagem;;
- Conferir a espessura do gel coat.

Rachaduras (sob o efeito de impacto frontal)

Causa Provável

- Pancada pontual na superfície do Gel coat.

Correção
- Ser mais cuidadoso;
- Não usar objeto metálicos pesados sobre a peça.

Rachaduras (partindo dos lados paralelamente)


Causa Provável

- “Stress ” por Flexão;;
- Gel coat muito espesso.
Correção

- Espessura exageradamente alta;
- Baixa taxa de vidro no laminado e/ou laminado muito grosso.

Rachaduras em estrela (Pé de Galinha)

Causa Provável

- Espessura muito elevada no gel;
- Pouco flexibilizante no gel.

Correções
- Diminua a espessura do gel e aumente a quantidade de flexibilizante;

Porosidade

Causa Provável

- Umidade na linha de ar comprimido;
- Pressão do ar inadequada para aplicação;
- Catalisador errado;
- Espessura do gel coat muito alta (acima de 30 mils);
- Problema de cavitação na bomba;
- Catalisador velho/em decomposição.

Correção

- Checar /purgar as linhas;
- Pressão do ar muito alta:porosidade fina;
- Pressão do ar muito baixa:poros largos;
- Aplicar o gel coat com 0,4 a 0,8 mm;
- Viscosidade imprópria e/ou sólidos na resina do gel coat.Checar com
o fabricante de gel coat;
- Usar catalisador novo;
- Checar o ar na bomba.

Delaminação

Causa Provável

- Tempo de gel muito longo;
- Deposição de pó,ou material desmoldante sobre a superfície do gel.

Correção
- Laminação após o ponto de toque;
- Cobrir a peça para evitar a deposição de materiais que sirvam como
desmoldante.

Olho de peixe

Causa Provável

- Contaminação com água/óleo/silicone;
- Sujeira e oleosidade sobre o molde;
- Gel coat com baixíssima viscosidade e/ou filme muito fino.

Correção
- Limpar as linhas/mangueiras;
- Checar desmoldantes /ceras e/ou lubrificantes usados nos
equipamentos;
- Gel coat “velho no estoque ”;
- Usar espessura de 0,4 a 0,8 mm;
- Procurar um desmoldante sem silicone.

Escorrimento

Causa Provável

- Baixa tixotropia;
- Baixa viscosidade;
- Aplicação de gel muito espessa.

Correção
- Aumentar a quantidade de elemento tixotrópico (HDK N20,Aerosil,
Cabosil,etc.);
- Não diluir o gel;
- Diminuir a espessura de aplicação.

Fibra aparece através do gel

Causa Provável

- Cura insuficiente do gel coat;
- Película muito fina (menos de 12 mils);
- Uso de Woven –roving /tecido de vidro;
- Desenho pré-existente na superfície do molde;
- Laminação antes do ponto de toque.

Correção
- Quantidade excessiva ou insuficiente de catalisador no gel coat ou no
laminado;
- Esperar mais tempo antes de desmoldar;
- Checar se a temperatura está muito baixa;
- Repintar a superfície do molde;
- Aumentar a espessura do gel coat (maior que 0,4 mm);
- Fazer a laminação em estágios com baixa exotermia.

Gel coat desplaca do molde antes da laminação (causando distorção na
superfície e perda de brilho)


Causa Provável
- Alto nível de catalisador;
- Aplicação do gel coat muito ruim,com diferenças de espessura/muito
pontos grossos e outros pontos muito finos;
- Gel coat demorando muito para curar;
- Sólidos da resina de gel coat muito baixo;
- Dispersão/mistura inadequada do catalisador;
- Problemas no desmoldante (tipo e quantidade no molde).

Correções
- Diminuir calatisação;
- Calibrar revólver;
- O gel coat não pode ser deixado sobre a superfície do molde por
muitas horas sem a laminação ou pelo menos um “Skin coat ”;
- Qualquer variação na temperatura afetará sua cura;
- Laminar no mesmo dia;
- Checar sólidos com o fabricante;
- Não adicionar estireno aleatoriamente;
- Checar o desmoldante.

Gel coat desplaca do molde após a laminação (aparecimento de marcas ou linhas distintas de contração e desenho das fibras/aquecimento)

Causa Provável

- Cura do laminado muito rápido;
- Resina de laminação inadequada ou com alta taxa de exotermia;
- Variações de espessura no laminado.

Correções
- Checar a quantidade de catalisador;
- Construir o laminado em estágios;
- Não laminar toda a camada de uma só vez;
- Muito calor/exotermia no laminado;
- Sólidos da resina muito baixos;
- Checar taxa fibra/resina.Excesso de resina e/ou massa nos cantos,
causando muita caloria e concentração.

Fissuramento

Causa Provável

- Gel coat com excesso de flexibilidade;
- Cura lenta e inadequada de gel coat;
- Alta espessura/excesso de carga e má cura simultaneamente.

Correções
- Não utilizar muita resina flexível no gel coat;
- Evitar contaminações com produtos plastificantes;
- Diminuir a quantidade de carga mineral e evitar excesso de
catalisador;
- Utilizar a resina adequada.

Empenamento (do laminado)

Causa Provável

- Desmoldagem prematura;
- Distorção no resfriamento.

Correção
- Deixe a peça no molde por mais tempo;
- Não deixe a peça curar numa posição inadequada.

Amarelamento

Causa Provável

- Excesso de estireno no gel coat;
- Excesso de cera desmoldante cristalizada na superfície do molde;
- Cura incompleta do gel coat;
- Catalisador inadequado;
- Ajuste impróprio ou inadequado no gel coat;
- Temperatura ambiente muito baixa durante a aplicação do gel coat
(menor que 15 ºC);
- Material velho;
- Filme inibido por vapores de estireno;
- Desmoldagem precoce;
- Limpeza superficial do gel coat com produtos alcalinos (pH superior a 9).

Correções
- Informar-se melhor sobre o sistema de desmoldagem e aplicação de
ceras;
- Checar nível de catalisador e validade;
- Não adicione quaisquer produtos ao gel coat sem antes consultar o
fabricante;
- A adição de estireno,inibidores,promotores,aceleradores e solventes 33
poderá causar perda de resistência ao amarelamento do gel coat;
- Não aplique gel coat em temperaturas ambientes muito baixas
principalmente com alta umidade relativa do ar;
- Materiais velhos poderão estar em processo de cura (gelatinando)
necessitam correção;
- O ambiente deverá estar adequadamente ventilado;
- Nunca desmoldar antes do tempo para evitar cura inadequada;
- Não limpar o gel coat com amônia ou produtos alcalinos.

Separação de pigmentos /Flotação

Causa Provável

- Pigmentos separando-se uns dos outros por movimentação

Correção
- Checar contaminantes como água/solventes ou sujeiras nas linhas
- Gel coat seco na s linhas /overspray
- Escorrimento por baixa tixotropia e/ou excesso de espessura.
- Pressão muito alta e/ou alta taxa de alimentação (vazão)na superfície
do molde.

Partículas de pigmentos rajados

Causa Provável

- Contaminação;
- Partículas estranhas ao meio.

Correção
- Limpar as linhas de ar e mangueiras de passagem do gel coat;
- Deixar os moldes cobertos.

Separação da Resina


Causa Provável

- Marcas de pigmentos separando-se da resina;
- Aplicação defeituosa.

Correção
- Contaminação com água;
- Mistura de diferentes tipos Limpar as linhas de ar e mangueiras de
passagem do Gel coat;
- Deixar os moldes cobertos.

Adesão Pobre (entre o gel coat e a laminação-delaminação)

Causa Provável
- Contaminação (má adesão puntual);
- Gel coat curado com muito tempo de exposição ao ar livre;
- Excesso de cera no molde e contaminação de cera no gel coat pelas
laterais do molde;
- Laminação com área de fibras secas /desbalanceada;
- contaminação com pó e /ou materiais desmoldantes sobre o gel coat
já curado.

Correção

- Checar solvente /água /excesso de catalisador na superfície do gel
coat;
- Checar excesso de cera na superfície do molde;
- Não deixar o gel coat para laminar só no dia seguinte,nem longos
períodos de tempo;
- Limpar bem a superfície do molde;
- Molhar bem com resina as fibras durante a laminação;
- Cobrir o molde.

Depressões /Buracos Superficiais /Covinhas (Dimples)

Causa Provável

- Contaminações;
- Processos inadequados.

Correção
- Checar água /óleo /catalisador misturado de maneira inadequada.
- Evitar “over-spray ”,problemas no ligante das fibras e laminado muito
seco;
- Eviar excesso de ar na laminação;
- Evitar o gel coat muito fino com laminação de mantas em seguida.

Cabeça de Alfinete (“Pinholes ”-bolhas pequenas)

Causa Provável

- Alta taxa de alimentação de gel coat;
- Atomização insuficiente;
- Gel coat com altíssima viscosidade;
- Excesso de cargas minerais na formulação do gel coat.

Correção
- Aumentar a pressão de atomização para 60 a 70 psi;
- Alterar a viscosidade para pistola:3500 a 4500 cps (Viscosímetro
Brookshield – mod RVT – spindle 5))

Esta é apenas uma lista parcial dos problemas que,visualmente,aparecem na superfície do gel coat, comprometendo a performance da peça final. Sempre, no
nosso dia a dia, nos deparamos com estes defeitos e nos esquecemos de que as soluções podem ser simples e resolvidas a um custo muito baixo, se, antes dos problemas aparecerem, nós os evitarmos:conhecendo um pouco mais sobre aplicação de gel coat.




FIBRA DE VIDRO E MÁRMORE SINTÉTICOPROMOÇÕES EM DVDSCURSO PRÉ MATRICULASWIRL - MarmorizaçãoCONSULTORIA marmore sintéticoGERAÇÃO DE RENDA MERCADO PAGO VENDA DVDS promoções válidas LOJA VIDEOS AULASMármore SintéticoMesa de Bilhar REPRESENTANTES ESTADOSVAGAS EMPREGOSfibra vidro site